Cultura

Troféu Gonzagão vai reunir 150 artistas nordestinos no próximo domingo

Elba Ramalho e Carlinhos Brown já confirmaram presença na oitava edição do evento, que acontece no Garden Hotel.



Leonardo Silva
Leonardo Silva
Elba Ramalho já confirmou presença no evento marcado para domingo em Campina Grande

Há oito anos, O Troféu Gonzagão vem reconhecendo e valorizando talentos regionais que cantam e tocam a música do Nordeste. Considerado o “Oscar da música nordestina” e o pontapé inicial para O Maior São João do Mundo, a oitava edição do evento vai reunir 150 artistas no dia 17 de maio, em Campina Grande, tendo como homenageado in memorian o poeta e compositor Zé Dantas, um dos principais parceiros de Luiz Gonzaga. A neta do poeta, Marina Elali, vem ao evento representando o avô materno. Também já confirmou presença Carlinhos Brown. A madrinha da premiação será a paraibana Elba Ramalho.

Com o sucesso alcançado a cada ano de realização, o Troféu Gonzagão se transformou em um momento de exaltação e agregação de valor a um dos ritmos mais prestigiados do Nordeste: o Forró. Para este ano, a grande novidade é que o evento vai acontecer em dois ambientes do Garden Hotel, o teatro (aberto ao público) e o ball room, onde será oferecido um jantar dançante com reservas antecipadas ao preço de R$ 200,00.

Emocionada, os idealizadores do Troféu Gonzagão, Ajalmar Maia e Rilávia Cardoso ressaltaram durante lançamento do evento, que aconteceu hoje pela manhã, que esta edição será tão grandiosa quanto as outras premiações, no entanto, precisou dar um novo formato junto com o apoio do Governo do Estado, Prefeitura de Campina Grande, UEPB e a iniciativa privada.

As novidades da premiação foram anunciadas ontem, no Garden Hotel, ao som do músico nordestino Mahatma Costa, reconhecido em vários países como acordeonista, e já confirmado como uma das atrações d'O Maior São João do Mundo.

HISTÓRIA

A primeira edição do Troféu Gonzagão ocorreu em 26 de maio de 2009. Desde lá a premiação ecoa nacionalmente. “Este Troféu, certamente, marcou um novo tempo na música campinense e nordestina, homenageando o Rei do Baião, Luiz Gonzaga, criador deste gênero musical difundido no mundo inteiro. Uma verdadeira tribuna do povo nordestino”, diz Rilávia Cardoso.