Cultura

Memorial que resgata história de Zabé da Loca é inaugurado em Monteiro

Inauguração acontece dentro da programação do 7º Festival de Cultura Popular do Cariri Paraibano Zabé da Loca.



Alex Soares
Alex Soares
Aos 92 anos, Zabé parou de tocar, mas seu legado permanece.

Será inaugurado hoje o Complexo  Turístico Zabé da Loca, um resgate da história de Zabé da Loca, a pifeira pernambucana que viveu 25 anos em uma loca na cidade de Monteiro, aqui na Paraíba.
A inauguração acontece dentro da programação do 7º Festival de Cultura Popular do Cariri Paraibano Zabé da Loca, realizado desde sexta-feira na cidade. Aos 92 anos, Zabé parou de tocar, mas seu legado permanece.

O complexo inclui um restaurante, um memorial à pifeira e uma visita à loca onde ela morou. "O memorial conta a história de Zabé,  a essência e memória da comunidade onde ela viveu e dos artistas populares", explica  Madalena Arruda, gerente regional do Sebrae  em Monteiro. "Zabé é a representação de todos os artistas populares".

O festival ainda apresenta programação a partir das 8h, com a visita a Rota Cariri Cultural, Mazurcada, forró pé de serra e Noite da Poesia.