Cultura

Indicado ao Oscar, filme colombiano é uma das nove estreias desta quinta

'O Abraço da Serpente' entra em cartaz no projeto Cinema de Arte da Rede Cinépolis, em João Pessoa .



Representando a Colômbia na indicação inédita ao Oscar deste ano de Melhor Filme Estrangeiro (perdendo para o húngaro O Filho de Saul), estreia no projeto Cinema de Arte da Rede Cinépolis (Manaíra Shopping), em João Pessoa, o longa-metragem O Abraço da Serpente (El Abrazo de la Serpiente, Colômbia, Venezuela, Argentina, 2015).

Karamakate (interpretado em duas linhas temporais por Nilbio Torres e Antonio Bolivar), outrora um poderoso xamã da Amazônia, é o último sobrevivente de seu povo. Vivendo isolado, sua vida sofre uma reviravolta quando chega ao seu refúgio remoto um etnobotânico norte-americano (Brionne Davis, de Rota Morta) em busca de uma planta capaz de ensinar a sonhar.

O feiticeiro decide acompanhar o estrangeiro em sua busca, e juntos embarcam numa viagem ao coração da selva, onde passado, presente e futuro se confundem, fazendo-o aos poucos recuperar suas memórias. Quarenta anos antes, ele auxiliou um outro desbravador, um etnógrafo alemão (vivido pelo belga Jan Bijvoet, de Alabama Monroe).

Dirigido pelo colombiano Ciro Guerra (de La Sombra del Caminante), o filme se baseia nos diários desses dois pesquisadores.

Não é a primeira vez que uma produção feita na Colômbia mostra o mundo dos índios da Amazônia: em 1986, Roland Joffé (de Os Gritos do Silêncio) dirigiu A Missão, estrelado por Robert de Niro (Os Bons Companheiros) e Jeremy Irons (O Reverso da Fortuna), indicado em sete categorias do Oscar na época (levou de Melhor Fotografia) e vencedor da Palma de Ouro no Festival de Cannes.

Confira as outras estreias nos cinemas paraibanos:

RUA CLOVERFIELD, 10. Esqueça o terror 'câmera na mão' do primeiro filme (lançado em 2008). Aqui, o produtor J.J. Abrams tira o foco do monstro Godzilla norte-americano para centralizar num bunker de um senhor (John Goodman, de Trumbo) que salva uma jovem ferida (Mary Elizabeth Winstead, de Scott Pilgrim) de um suposto ataque químico que deixou o mundo inabitável. Curiosidade: o longa foi rodado no mais absoluto sigilo. Em JP e CG.

DECISÃO DE RISCO. Um dos últimos filmes de Alan Rickman (o Severus Snape de Harry Potter, morto em janeiro), a produção gira em torno das novas tecnologias de drones: coronel britânica (Helen Mirren, de A Rainha) comanda uma missão no Quênia para capturar terroristas. Mas, com o uso de câmeras camufladas como insetos, é descoberto um plano envolvendo homens-bomba. A inteligência deve procurar um meio de eliminá-los sem muitos danos colaterais. Em JP.

DE ONDE EU TE VEJO. Depois de 20 anos juntos, um jornalista (Domingos Montagner, da novela Velho Chico) e uma arquiteta (Denise Fraga, de Hoje) decidem se separar. Ele se muda para o apartamento em frente ao que dividia com ela e com a filha adolescente. É então que o casal percebe que se separar vai muito além de apenas mudar de endereço e que uma relação é muito mais que morar sob o mesmo teto. A comédia romântica nacional estreia apenas em JP.

MAIS FORTE QUE BOMBAS. Uma exposição celebrando três anos após a morte prematura de uma fotógrafa (Isabelle Huppert, de A Visitante Francesa) traz seu filho mais velho (Jesse Eisenberg, de A Rede Social) de volta para a família – o pai (Gabriel Byrne, da série In Treatment) tenta desesperadamente se aproximar dele e do seu recluso irmão (Devin Druid, da série Olive Kitteridge). Eles lutam para reconciliar seus sentimentos em relação à matriarca. Apenas em JP.

INVASÃO A LONDRES. Depois da Casa Branca, o alvo agora da franquia é a capital britânica. Quando o Primeiro Ministro morre em circunstâncias misteriosas, seu funeral acaba se tornando uma armadilha para matar os principais líderes do mundo ocidental, inclusive o presidente dos EUA (Aaron Eckhart, o Duas-Caras de O Cavaleiro das Trevas). Para impedir, entra em cena o chefe do seu serviço secreto (Gerard Butler, de 300). Em JP e CG.

BARBIE E AS AGENTES SECRETAS. Na animação, Barbie e suas duas melhores amigas, Teresa e Renee, são ótimas atletas. Suas habilidades de ginástica acabam chamando a atenção de uma  secreta agência de espionagem que as convida para entrar no caso de um roubo de pedras preciosas. Cheias de equipamentos tecnológicos e disfarces, elas precisam provar serem capazes de solucionar o problema. Entra em cartaz na capital paraibana.

DEUS NÃO ESTÁ MORTO 2. Uma jovem estudante do ensino médio (Hayley Orrantia, do seriado The Goldbergs) entra em conflito com uma professora (Melissa Joan Hart, da série Sabrina, Aprendiz de Feiticeira) que tem o hábito fazer citações bíblicas em suas aulas, debatendo sobre a religião. O proselitismo religioso chega ao ponto dos pais da menina decidirem processar a mestra e a instituição. Estreia em JP e CG.

MILAGRES DO PARAÍSO. Pré-estreia em João Pessoa, o longa-metragem mostra uma garota portadora de uma rara síndrome digestiva (Kylie Rogers, de A Boneca do Mal) que, ao sair para brincar com suas irmãs, cai e bate com a cabeça numa árvore. Voltando à consciência, ela afirma ter visitado o paraíso para, em seguida, descobrir estar curada da enfermidade. A pré acontecerá neste sábado e domingo, sempre às 19h30, no Cinépolis.