Cultura

Margareth Menezes se apresenta no Festival Jackson do Pandeiro neste sábado

Cantora baiana fará um homenagem especial também às mulheres negras da Paraíba.




Show de Margareth Menezes, neste sábado (27), vai prestar homenagem às mulheres negras. Foto: Divulgação

A cantora baiana Margareth Menezes se apresenta neste sábado (27), às 20h, na Praça do Povo do Espaço Cultural, em João Pessoa, dentro da programação do Festival de Artes Jackson do Pandeiro. No show ela também vai prestar uma homenagem às mulheres negras, dentro das atividades do 25 de julho, data em que se comemora o Dia Internacional da Mulher Negra Latino-Americana e Caribenha. O dia é um marco internacional da luta e da resistência da mulher negra em todo o mundo.

A secretária da Mulher e da Diversidade Humana, Gilberta Soares, disse que o Governo do Estado quer saudar todas as paraibanas que lutam diariamente contra a desigualdade racial e de gênero na sociedade. “Juntas, e com a implantação de políticas públicas, seguimos lutando por mais visibilidade e espaço para as mulheres negras na Paraíba”, disse a secretária, que convida a todas as mulheres para participarem do show, que afirma a identidade e resistência das negras.

Margareth Menezes

Com 32 anos de carreira, a cantora Margareth Menezes é também compositora e ex-atriz. conquistou dois troféus Caymmi, dois trofeús Imprensa, além de ser indicada para o Grammy Awards e Grammy Latino. São mais de 21 turnês mundiais, considerada pelo Los Angeles Times como a “Aretha Franklin brasileira”. Sua trajetória começa com “Faraó”, LP que vendeu mais de 100 mil cópias em 1987. Depois, segue com lançamentos de mais de 14 álbuns.

Ela ainda lidera o movimento “Afropop Brasileiro”, que visa preservar e promover a cultura afro-brasileira e criou a “Fábrica Cultural”, uma organização não-governamental que ajuda crianças e adolescentes em vulnerabilidade social. Por seu engajamento social, recebeu do Supremo Tribunal Federal (STF) uma homenagem em consideração a importância do papel das mulheres em seus trabalhos e atividades realizados para a sociedade brasileira.

“A vinda de Margareth Menezes simboliza nosso compromisso em parceria com a Funesc de inserir a pauta relativas às questões raciais dentro das programações culturais do Estado. Fazemos isso na programação do Novembro Negro e estamos pautando a discussão sobre o 25 de julho, uma data tão importante para as mulheres negras também aqui na Paraíba”, afirma a secretária Gilberta Soares.

Sobre o festival

O Festival de Artes Jackson do Pandeiro vai durar quatro dias e terá mais de 60 atrações dividido em 13 polos. O evento contempla diversas linguagens artísticas como música, teatro, dança, circo, audiovisual, literatura, cultura popular e artes visuais. Entre os artistas convidados que ocuparão o Polo ‘Sebastiana’ (Palco da Praça do Povo) estão o pernambucano Lenine, que se apresentou na última quinta-feira (25), a baiana Margareth Menezes, que canta neste sábado e o paraibano Genival Lacerda, que participa do concerto especial da Orquestra Sinfônica da Paraíba no domingo (28).


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.