Cultura

Longa-metragem dirigido por Caco Ciocler é exibido nesta segunda no Fest Aruanda

Filme ‘Partida’ participa da Mostra Nacional Competitiva do festival e tem entrada gratuita.




Partida, longa dirigido por Caco Ciocler é exibido nesta segunda no Fest Aruanda

O ator e diretor Caco Ciocler estará em João Pessoa, nesta segunda-feira, para apresentar o filme “Partida”, dirigido por ele, ao público do 14º Fest Aruanda do Audiovisual Brasileiro. O documentário, que faz parte da Mostra Nacional Competitiva de Curtas e Longas-metragens, será exibido às 21h, no Cinépolis Manaíra Shopping, Sala 9.

No filme, Caco Ciocler conta como uma atriz decide se candidatar à presidência da República, em 2022, e parte numa viagem ao Uruguai, na utópica tentativa de passar o réveillon com o ex-presidente uruguaio Pepe Mujica, sua maior referência política viva. Mas não parte sozinha.

Ainda nos primeiros minutos, esbarra em Léo, um empresário com posições políticas polêmicas. No decorrer do filme, o seu antagonista se torna o seu maior parceiro nessa jornada. As irreconciliáveis brigas entre esquerda e direita – que dividiram amigos, famílias e o país em 2018 –, darão lugar à paisagem e à descoberta de um grande amor.

Essa é a segunda experiência de Caco como diretor de longa-metragem (antes, fez o documentário “Esse viver ninguém me tira”). O filme foi realizado no final de 2018, momento de muita expectativa em relação ao que viria com a posse do novo presidente. Foi feito em seis dias, de forma horizontal e colaborativa. “Foi um grito, diante daquele momento. Embarcamos na utopia de encontrar o Mujica, na utopia de fazer um filme. Saímos sem saber se o encontro seria possível, se um filme seria possível. Mas achamos melhor fazer alguma coisa, em vez de não fazer nada”, contou Caco.

Debates

Nesta segunda-feira (2), seguem os debates com os diretores dos curtas e longas exibidos no sábado e no domingo – mas, neste dia, eles acontecerão na Sala Vladimir Carvalho, na Usina Cultural Energisa, a partir das 9h, com moderação de Amilton Pinheiro e Maria do Rosário Caetano. Às 11h, o Painel Aruanda/Usina Cultural Energisa debate o tema “O Cinema Brasileiro, de Vidas Secas e Terra em Transe a Bacurau: Entre a poesia, o mercado e a política”, com Vladimir Carvalho (cineasta), Fernando Morais (escritor), Emília Silveira (documentarista), Cesar Piva (produtor/Polo Audiovisual da Zona da Mata/MG) e Fernando Trevas (UFPB), sob a moderação de Maria do Rosário Caetano.

Mostras

As entradas para as mostras e sessões especiais do 14º Fest Aruanda do Audiovisual Brasileiro são gratuitas, e devem ser retiradas com a organização do festival uma hora antes das exibições, no hall do Cinépolis Manaíra Shopping. Todas as exibições acontecem na sala 9.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.