Cultura

Comidas típicas dividem espaço com gastronomia diversificada no Parque do Povo

Quartel General do Forró sacia a fome de todos os tipos de paladares. Até comida chinesa entra no cardápio do Maior São João do Mundo.



Karoline Zilah/Paraíba1
Karoline Zilah/Paraíba1
Mônica Lucena aposta na curiosidade dos frequentadores pela comida chinesa

Karoline Zilah

Nem só de comida típica vive o Parque do Povo! Além das comidas de milho, os frequentadores do Maior São João do Mundo, em Campina Grande, têm opções diversificadas. Tanta ‘modernidade gastronômica’ em meio às tradições juninas dá espaço até ao sabor oriental do yakissoba, uma espécie de macarrão frito com legumes, carnes e molho shoyu.

Um dos lanches mais baratos e rápidos é o crepe, um tipo de panqueca já popular no Brasil na versão ‘suíça’, que é servida no palitinho. Lasanha e pizza também são opções bastante conhecidas do público, mas que fazem a diferença em meio à festa regional.

Já o yakissoba atrai curiosos. De acordo com a comerciante Mônica Lucena, responsável pela delícia chinesa no Parque do Povo, ela teve a ideia de levar sua especialidade para o São João depois que seu restaurante fechou. O ‘índice’ de aceitação foi tão alto que este é o terceiro ano consecutivo que ela serve yakissoba na festa.

Apesar de tanta variedade, a comida típica não deixa a desejar: tem milho verde, escondidinho de macaxeira, carne de sol.

Com a chegada do inverno e o friozinho típico da Serra da Borborema, uma das iguarias mais procuradas pelos frequentadores do São João de Campina é o caldinho.

Tem um pouco de tudo: fava, feijoada, picado de bode e charque até sururu, bacalhau, peixe e camarão.

E como nesta festa tudo tem um toque de criatividade, os comerciantes fazem um ‘kit caldinho + caninha’ e oferecem a bebida brejeira de graça aos comensais para esquentar a noite.

Para fechar a noite, tem até sobremesa de origem inglesa! É o cupcake, que em inglês significa ‘bolo de xícara’. 

O doce teria sido batizado assim porque os ingredientes eram medidos em xícaras, e não no peso. 

Outro significado seria a forma de assar os bolinhos dentro de xícaras, por isso eles teriam o formato e o tamanho do recipiente.

Nova sensação nas docerias paraibanas, o cupcake é encontrado na cidade cenográfica da Vila Nova da Rainha, dentro do Parque do Povo.

A culinarista e artesã Sara Oliveira criou vários sabores de coberturas para os bolinhos de chocolate.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.