Cultura

Com homenagens a Ariano, Teatro Pedra do Reino é inaugurado em João Pessoa

Teatro é um dos maiores do Brasil e comporta mais pessoas que o Theatro Municipal do Rio de Janeiro e o Teatro Guararapes.



Francisco França
Francisco França
Teatro Pedra do Reino possui área total de 11.763 m² e capacidade para 2.924 pessoas

Figuras ilustres e convidados de diversos segmentos da sociedade civil organizada paraibana estiveram presentes na inauguração do Teatro Pedra do Reino, no bairro do Altiplano, em João Pessoa, que aconteceu na noite de quarta-feira (5) e marcou a celebração dos 430 anos da capital. 

Parte da última etapa de obras do Centro de Convenções de João Pessoa, o local foi aberto com um ato solene que contou com a participação do ator Matheus Nachtergaele, como mestre de cerimônias, além de apresentações da Companhia Quasar de Dança, da Orquestra Sinfônica da Paraíba (OSPB) e das cantoras Maria Juliana e Zélia Duncan.

Sobre a relevância da iniciativa, o governador Ricardo Coutinho fez questão de ressaltar que, entre os empreendimentos construídos originalmente como teatros no Brasil, o Teatro Pedra do Reino pode ser considerado o maior, uma vez que, por ter 2.924 lugares, comporta mais pessoas que espaços como o Theatro Municipal do Rio de Janeiro e o Teatro Guararapes, em Recife (PE).

“Tinha que ter alguém a altura disso tudo e Ariano [Suassuna] representou para nós a resistência, a consistência e, principalmente, alguém que colocou a cultura popular, inclusive a erudita, em primeiro plano”, comentou Ricardo sobre a decisão de batizar o teatro com o nome de uma das obras do dramaturgo e escritor pessoense, falecido no ano passado.

O governador ainda afirmou que um dos seus objetivos é terceirizar a manutenção e as ações em favor do espaço. “Uma obra dessas, com a importância que ela tem e, principalmente, com o futuro que ela tem, precisa de uma gestão profissionalizada. Não pode demorar três meses para se comprar uma torneira quando ela quebra, então precisa ser terceirizada”, mencionou.

Já em relação aos projetos envolvendo o teatro, Ricardo frisou que até 2018 o governo do Estado fechou um acordo que chega a R$ 95 milhões para trazer eventos importantes, incluindo uma conferência internacional da Organização das Nações Unidas (ONU), programada para novembro deste ano. “É um equipamento que muda completamente a história da indústria de turismo de João Pessoa”, disse.

O prefeito da cidade, Luciano Cartaxo, que também esteve entre os que compareceram à inauguração, garantiu que o governo municipal pretende se unir ao governo do Estado para fomentar atividades culturais na capital, sobretudo no Teatro Pedra do Reino. “A prefeitura está estimulando bastante a cultura e as atividades turísticas de um modo geral. Esse espaço será muito utilizado, não tenho a menor dúvida disso”, frisou.

Noite de emoção
Os familiares de Ariano Suassuna receberam com muita emoção as homenagens da noite. A viúva Zélia Suassuna; os filhos Manuel Dantas Suassuna e Mariana Suassuna; e o neto João Suassuna acompanharam toda a cerimônia de abertura do teatro, que ocorreu depois da inauguração de uma estátua do escritor, em frente ao novo local.

“Tiveram todo o cuidado de colocar o nome da obra que ele achava a mais importante [de sua carreira] e o artista gosta de ser perpetuado pela sua obra. Espero que a Paraíba tire o maior proveito desse espaço”, comentou Manuel, aproveitando para acrescentar, na ocasião do aniversário de João Pessoa, que Ariano tinha uma ligação forte com a capital paraibana. “Ele gostava muito da Casa da Pólvora, um lugar que ele achava muito bonito, e do Centro Histórico”.

Números
O Teatro Pedra do Reino possui área total de 11.763 m², sendo 440 m² destinados ao fosso da orquestra, com desenho de forro para facilitar a propagação do som para palco e plateia. O sistema de som tem 72 canais de áudio e o palco é do tipo italiano, que possibilita 31 manobras de cenário e de iluminação. No total, para a obra, foram investidos R$ 60 milhões.

 


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.