Cultura

‘Boa Sorte…’ também na mostra

Em preto-e-branco, o filme foi premiado no Festival de Locarno, na Suíça, também será exibido nesta terça-feira (19).




Nesta terça-feira, antes de O Som ao Redor, às 19h, será exibido na programação da mostra Noite de Estreia o também pernambucano Boa Sorte, Meu Amor, estreia do diretor Daniel Aragão em longas-metragens. O filme também ganhará outra sessão no dia 27, às 21h.

A produção mostra um romance no Recife entre uma garota do interior, aspirante a pianista, e um aristocrata de família tradicional que trabalha em uma empresa de demolição na capital pernambucana e rememora a relação perdida entre o campo e a metrópole.

Em preto-e-branco, o filme foi premiado no Festival de Locarno, na Suíça, além de ganhar como Melhor Direção e Som (onde o paraibano Guga S. Rocha está na equipe) no Festival de Brasília.

Daniel Aragão teve a ideia do filme no enterro da avó. “Ali, me foram reintroduzidas através das pessoas presentes, dezenas de histórias sobre o meu passado esquecido”, diz o diretor através do site oficial do longa. “Senti que pertencia à última geração de jovens metropolitanos que tiveram algum contato com suas origens sertanejas”.

Além da paraibana Zezita Matos no elenco, Boa Sorte, Meu Amor traz Vinicius Zinn (A Casa de Alice) e Christiana Ubach (conhecida como Cristiana Peres na época de Malhação) como protagonistas, Maeve Jinkings (que também está em O Som ao Redor) e Carlo Mossy, o eterno ídolo da pornochanchada.

Junto com a trilha original do finlandês Jimi Tenor, o filme tem balada de Donny Hathaway.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.