Cultura

Atrizes paraibanas são homenageadas no encerramento da II Mostra de Cinema Walfredo Rodriguez

Marcélia Cartaxo, Soia Lira e Zezita Matos estiveram juntas no premiado Pacarrete.




Marcélia Cartaxo, Soia Lira e Zezita Matos contracenaram em Pacarrete. Foto: reprodução

A homenagem às atrizes Marcélia Cartaxo, Soia Lira e Zezita Matos e a exibição do longa-metragem “Pacarrete” encerram, neste domingo (17), a II Mostra de Cinema Walfredo Rodriguez, realizada pela Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP), por meio de sua Fundação Cultural (Funjope). Na programação de encerramento constam ainda rodadas de negócios e exibição de curtas-metragens.

A programação deste domingo começa às 9h, com atividades voltadas para o mercado. Primeiro, um Pitching aberto na Associação Comercial de João Pessoa. À tarde, o Hotel Globo recebe, a partir das 14h, uma rodada de negócios na qual os produtores locais terão oportunidade de oferecer seus projetos aos produtores nacionais e internacionais.

À noite, às 19h30, começa a exibição de filmes. No Centro Cultural de Mangabeira, onde ocorre a Sessão Paralela, serão exibidos os curtas-metragens da ‘Escola de Cinema do Sertão’. Já no Ponto de Cem Réis, serão exibidos os curtas do projeto ‘Cinemando nas Escolas’, realizado pela Funjope. Em seguida, às 20h, acontece a homenagem as atrizes paraibanas homenagem a Marcélia Cartaxo, Zezita Matos e Soia Lira.

A programação será encerrada com a exibição do longa-metragem “Pacarrete”, do cearense Allan Deberton, que conta a história de Pacarrete (Marcélia Cartaxo), uma professora de dança aposentada, que vive em Russas-CE com a irmã Chiquinha (Zezita Matos) e tem Maria (Soia Lira) como empregada doméstica. Seu grande sonho é estrelar um balé para a população local durante a grande festa da cidade, que está prestes a acontecer. Para tanto, ela manda confeccionar uma nova roupa de bailarina ao mesmo tempo em que tenta convencer a prefeitura de seu show. Entretanto, a falta de interesse da população em geral por espetáculos do tipo logo se torna um grande oponente.

Investimento no audiovisual

A Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP), por meio de sua Fundação Cultural (Funjope), vem investindo cada vez mais no audiovisual. No total, já foram produzidos pelo Edital Walfredo Rodriguez 45 filmes, entre longas, telefilmes, medias e curtas-metragens, com investimentos de R$ 7.975.000, somando os três editais já lançados.

Homenageadas

Marcélia Cartaxo – Natural de Cajazeiras (PB), é atriz e diretora de cinema. Começou a atuar ainda na infância. Na década de 80, viajou pelo Brasil com a peça “Beiço de Estrada”, texto de Eliézer Rolim. Foi convidada pela cineasta Suzana Amaral para o papel de Macabéa em “A Hora da Estrela”, adaptação do livro homônimo de Clarice Lispector. Pela atuação, recebeu o “Urso de Prata” no 35º Festival de Berlim (Alemanha) e o “Candango”, no Festival de Brasília (DF). Trabalhou em diversas obras para TV e cinema. Começou a carreira de diretora em 2002 e atuou como Coordenadora de Audiovisual da Fundação Cultural de João Pessoa (Funjope). Atuou também em “Madame Satã”, “O Céu de Suely”, “Baixio das Bestas” e “Pacarrete”, pelo qual recebeu o Kikito de Ouro, no 47º Festival de Cinema de Gramado (RS) e foi premiada como Melhor Atriz no 26º Festival de Vitória (ES), por “Pacarrete” e “Seu Amor de Volta (Mesmo que ele não queira)”, de Bertrand Lira, patrocinado pelo Edital Walfredo Rodriguez.

Zezita Matos – Em seus mais de 50 anos de carreira, Zezita é considerada a Grande Dama do teatro paraibano. Nascida em Pilar (PB), atua desde os 16 anos. Atualmente é presidenta da Academia Paraibana de Cinema. Ficou nacionalmente conhecida por meio da teledramaturgia nos papeis de Piedade dos Anjos e Rosa, em “Velho Chico” e “Onde Nascem os Fortes”, respectivamente. No cinema, além de atuar em inúmeros curtas-metragens (destaque para “A Canga”, de Marcus Vilar), trabalhou nos longas “Cinema, Aspirinas e Urubus”, “O Céu de Suely”, “Baixio das Bestas”, “A História da Eternidade”, “Reza a Lenda” e “Pacarrete”.

Soia Lira – Natural de Cajazeiras (PB), começou a atuar ainda na infância. Como integrante do Piollin Grupo de Teatro, subiu ao palco com o espetáculo “Vau da Sarapalha”, de Luiz Carlos Vasconcelos, uma das mais longevas montagens do grupo e mais importantes da atual história do teatro brasileiro contemporâneo. A sua atuação mais marcante no cinema nacional é em “Central do Brasil”, no papel de Ana, contracenando com Fernanda Montenegro. Também atuou em “Abril Despedaçado”, “O Quinze” e “Pacarrete”, com o qual conquistou o Kikito de Melhor Atriz Coadjuvante no Festival de Gramado.

Programação

Domingo (17)

Associação Comercial

09h às 12h – Pitching aberto

Hotel Globo

14h às 17h – Rodada de Negócios

Ponto de Cem Réis – Sessão Principal

19h30 – Exibição dos curtas do Projeto Cinemando nas Escolas

20h – Homenagem a Marcélia Cartaxo, Zezita Matos e Soia Lira

20h30 – Exibição do longa “Pacarrete”, de Allan Deberton

Centro Cultural Mangabeira – Sessão Paralela

19h30 – Exibição “Filmes da Escola de Cinema do Sertão”


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.