Cultura

Artista inglesa radicada na PB aborda mundo mágico dos oceanos em exposição

‘O Canto Celestial do Oceano Infinito’ reúne 13 obras de Juliana Fiorese




‘Olhar Celestial’ é uma das obras da exposição de Fiorese. (Foto: Reprodução)

Seres aquáticos, reais e fictícios, vão ocupar o Hall de Exposições da Energisa, em João Pessoa, a partir desta quarta-feira (18). O mundo dos mares é o mote de ‘O Canto Celestial do Oceano Infinito’, exposição individual de Juliana Fiorese. Ao todo, são 13 obras que ilustram, de forma lúdica, o olhar da artista para a vida dos oceanos.

“Esse exposição vem como fio condutor para este passeio submerso num mundo mágico que nasceu do meu respeito e da minha fascinação pela grandiosidade da natureza marítima e da vida, seja no planeta terra ou fora dele, nos confins do universo, com o coração aquecido e, ao mesmo tempo, amedrontado – como os corações de Santiago e Ahab – diante dessa imensidão misteriosa”, revela a artista.

Juliana Fiorese nasceu em Bedfordshire, Inglaterra, e ainda pequena veio para João Pessoa. Aos poucos, descobriu o desenho. Graduada em Arquitetura e Urbanismo, Design Gráfico e pós-graduada em Comunicação e Marketing para as mídias digitais, Juliana começou, ainda na faculdade, a dedicar um pouco mais do seu tempo à ilustração.

“Resolvi me dedicar apenas a esta área e hoje trabalho com o que mais gosto: ilustração. Comecei a desenvolver meu próprio estilo, estudando cada vez mais sobre esse universo tão mágico e divertido. E continuo estudando, para aprender sempre e cada vez mais”, conta Juliana.

Há quatro anos, Juliana trabalha exclusivamente com arte em desenhos, ilustrações, pintura e colagem digital. “Minhas ilustrações sempre trazem elementos de ambientes fantásticos misturados com quimeras, cores vivas e ares de magia, permeando o universo dos sonhos e da fantasia, retratados sempre pelas Personagens de Olhos Grandes”, descreve.

Com participação em feiras e exposições, a artista vem ganhado destaque no mercado local, com mostras recentes em grandes centros culturais como a Estação Ciência e a Fundação Espaço Cultural da Paraíba, ambas em 2017.

Serviço:
Exposição ‘O Canto Celestial do Oceano Infinito’, de Juliana Fiorese
De 18 de abril a 18 de maio
Hall de Exposições – Sede da Energisa Paraíba
BR 230, km 25, bairro Cristo Redentor – João Pessoa
Visitação aberta ao público de segunda a sexta-feira, das 07h30 às 17h30


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.