Cultura

Arte Naif é reconhecida como patrimônio cultural da Paraíba

Lei também coloca Guarabira como ‘Capital Cultural da Arte Naif’.




 

Obra de Clóvis Júnior, um dos maiores expoentes da Arte Naif (Foto: Reprodução)

Marcada pela diversidade de cores e tonalidades fortes, e desenvolvida quase sempre por artistas autodidatas, a Arte Naif agora é patrimônio cultural imaterial da Paraíba. O reconhecimento foi aprovado pela Assembleia Legislativa e a lei foi publicada no Diário Oficial do Estado nesta quarta-feira (11). O texto também reconhece a cidade de Guarabira como ‘Capital Cultural da Arte Naif’.

A lei foi proposta pelo deputado estadual Raniery Paulino (MDB), que é de Guarabira. Ele destacou ,entre outras coisas, que a cidade natal é berço também de alguns dos principais nomes da Arte Naif no Brasil. Como Adriano Dias, Marby Silva, Madriano Basílio e Clóvis Júnior

O parlamentar também destacou a realização do Festival Internacional de Arte Naif que acontece em Guarabira. O evento começou em 2018 e teve a segunda edição este ano, reunindo trabalhos de artistas nacionais e internacionais.

Com o reconhecimento em lei, o poder público estadual passa a ter o compromisso de realizar ampla divulgação e promoção do bem cultural e também promover a sua valorização.

 


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.