Cultura

Álbuns clássicos de Cátia de França são lançados nas plataformas digitais

’20 Palavras ao Redor do Sol’ e ‘Estilhaços’ foram disponibilizados nesta sexta-feira (22).




Relançamento faz parte da comemoração dos 40 anos de ’20 Palavras ao Redor do Sol’ (Foto: Reprodução)

Os dois primeiros discos da cantora e compositora paraibana Cátia de França foram disponibilizados nas plataformas digitais nesta sexta-feira (20). Os álbuns ’20 Palavras ao Redor do Sol’ (1979) e ‘Estilhaços’ (1980) foram remasterizados através da Sony Music. O resgate da obra de Cátia acontece no mês em que a cantora completa 72 anos e faz parte do projeto de comemoração dos 40 anos de lançamento do primeiro disco.

Nascida em João Pessoa e considerada uma lenda da música regional brasileira, Cátia de França tem seis discos de estúdio, o último é Hóspede da Natureza (2016). As composições dela já foram gravadas por nomes como Elba Ramalho, Amelinha e Xangai.

Em 1979, quando lançou o LP de estreia, ’20 Palavras ao Redor do Sol’, Cátia usou como inspiração às obras literárias de João Cabral de Melo Neto, Graciliano Ramos e de seu conterrâneo José Lins do Rego. Nas letras colaboraram Xangai, Israel Semente, Sérgio Natureza e Lourival Lemes. Na banda de apoio ela juntou uma verdadeira constelação da música brasileira: Dominguinhos Sivuca e Severo na sanfona; Bezerra da Silva no berimbau; Lulu Santos na guitarra; e Amelinha e Elba Ramalho nos vocais de apoio.

Cátia vai fazer uma turnê tocando todo repertório de ’20 Palavras ao Redor do Sol’ (Foto: Reprodução/Arquivo Pessoal)

O álbum ’20 Palavras ao Redor do Sol’ tem a direção musical de Zé Ramalho, que também participa no disco tocano viola de 12 cordas. O primeiro disco de Cátia conta com os clássicos “Kukukaya” e “Coito das Araras”

Ampliando a sonoridade que fez de Cátia um nome cultuado para a psicodelia brasileira, o segundo disco, ‘Estilhaços’, traz músicas criadas sobre a obra Guimarães Rosa e João Cabral de Mello Neto e a voz imortal de Clementina de Jesus como participação especial.

A cantora comentou os relançamentos dos discos nas redes sociais. “Imaginar que sexta agora tudo isso vem ao mundo de novo, mundo esse 40 anos mais moderno, em eras digitais, mas sobretudo com um discurso sempre presente e necessário”, afirmou.

 

Visualizar esta foto no Instagram.

 

Um #tbt mas que também é novidade, pode? 🤗 . . Minha estréia enquanto compositora foi em 79 lançando o “20 palavras ao redor do sol”, com produção e violas de @zeramalho, vocais de @elbaramalho, @lizzie_bravo, @amelhinha, sanfona dos mestres @dominguinhos_sanfoneiro, @sivuca, #bezerradasilva no berimbau, @lulusantosoficial ainda garoto. Que seleção! . . No ano seguinte, gravei o “Estilhaços” com mais um bocado de gente boa, dentre elas @clementinadejesus1300, bebendo nos meus mananciais literários de @guimaraesrosaoficial, #joaocabraldemeloneto. É tanta história minha gente 📚 . . Imaginar que sexta agora tudo isso vem ao mundo de novo, mundo esse 40 anos mais moderno, em eras digitais, mas sobretudo com um discurso sempre presente e necessário. . . 22.02 🌟 “20 palavras ao redor do sol” e “Estilhaços” em todas as plataformas de streaming! #relancamento #digital #sonymusic #discosclassicos @graunaproducoes @buildupmedia

Uma publicação compartilhada por Cátia de França (@catiadefrancaoficial) em

A reedição dos álbuns é o primeiro ato em comemoração aos 40 anos de ’20 Palavras ao Redor do Sol’. Ainda neste trimestre, Cátia anunciará uma turnê executando o disco na íntegra e uma edição exclusiva em vinil.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá.