Agenda Cultural


A festa conta com a apresentação Maracatú Nação Maracahyba.


Entre lembranças, criaturas fantásticas, contas a pagar e trabalhadores reivindicando seus direitos, Bethânia enfrenta a si mesma em um presente onde passado e futuro são ambos ameaçadores. Censura 14 anos.


Final do século XIX. Quando um novo zelador chega a uma remota ilha para ajudar o faroleiro, a convivência entre os dois homens é tensionada pelo isolamento. Censura 16 anos.


Apresentação de cantoria, embolação de coco, pife, viola e violão com Felipe Batista (violão pandeiro e repente), Augustina Begar (maracas e voz) e William Cabral (tambor e voz).


Eles se apresentam na festa "São Seis Cordas para Fazer um Carnaval".


No alto de uma remota montanha peruana, Segundo, de 14 anos, se prepara para seguir os passos de seu pai na tradicional e folclórica arte de construir retablos - caixas artesanais que narram complexas histórias, cenas religiosas ou importantes eventos cotidianos.


A viúva Abla dirige uma modesta padaria em sua casa em Casablanca, onde vive com sua filha de oito anos Warda. Sua rotina é interrompida pela chegada de Samia, uma jovem grávida procurando por emprego e moradia.


Final do século XIX. Quando um novo zelador chega a uma remota ilha para ajudar o faroleiro, a convivência entre os dois homens é tensionada pelo isolamento. Censura 16 anos.


Entre lembranças, criaturas fantásticas, contas a pagar e trabalhadores reivindicando seus direitos, Bethânia enfrenta a si mesma em um presente onde passado e futuro são ambos ameaçadores. Censura 14 anos.