Concursos e Empregos

Inscrições para bolsas do Prouni começam na próxima terça

Programa do governo federal concede o benefício integral ou parcial (50% da mensalidade) para o candidato cursar o ensino superior em instituição privada



Rizemberg Felipe
Rizemberg Felipe

Estudantes de baixa renda podem solicitar uma bolsa do Prouni a partir do dia 19 de janeiro, a próxima terça. O programa federal concede o benefício integral ou parcial (50% da mensalidade) para o candidato cursar o ensino superior em instituição privada.

Para isso, o aluno deve cumprir alguns requisitos: ter feito o Enem 2015; ter cursado todo o ensino médio na rede pública ou bolsista integral em escola privada; não ter diploma de ensino superior e renda familiar mensal per capita de até três salários mínimos (R$ 2.640).

BOLSA INTEGRAL
Para concorrer a bolsa integral, o candidato deve comprovar renda familiar por pessoa de até um salário mínimo e meio. Já para as bolsas parciais, a renda familiar deve ser de até três salários mínimos per capita. Só estão dispensados dos requisitos de renda os professores em efetivo exercício do magistério da educação básica, que fazem parte de quadro permanente de uma instituição pública – eles concorrem apenas a bolsas para cursos de licenciatura.

INSCRIÇÕES
As inscrições começam um dia depois da divulgação do resultado do Sisu 2016, sistema de seleção unificada para instituições públicas. No Prouni, o prazo se encerra no dia 22 de janeiro. A oferta de bolsas terá duas chamadas: a primeira será divulgada em 25 de janeiro e a segunda, entre 12 de fevereiro. As inscrições devem ser realizadas no endereço siteprouni.mec.gov.br. Será necessário informar o número de inscrição e a senha usados no Enem e o CPF. O candidato pode fazer até duas opções de curso e instituição.

Nesta edição serão duas chamadas online: a primeira ficará disponível entre o dia 25 deste mês e 1º de fevereiro. Já a segunda será publicada no 12 de fevereiro e estará online até o dia 18 do mesmo mês. Os resultados estarão disponíveis no site do programa. Quem não for convocado em nenhuma das duas listas pode se candidatar às listas de espera entre os dias 26 e 29 de fevereiro.

A exemplo do Sisu, o candidato indica duas opções de graduação e, ao longo do processo, pode checar a nota de corte no curso indicado.