Concursos e Empregos

TRE-PB: confira estratégias para garantir aprovação

A uma semana das provas do concurso, candidatos devem focar na resolução de questões.



Com um total de 53.096 candidatos inscritos, o concurso do Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB) é um dos que exigem maior preparação do candidato, comparando-se, inclusive, a grandes concursos nacionais. As provas do certame irão acontecer no próximo domingo e, nessa reta final, de acordo com especialistas, é a hora de focar na resolução de questões e, também, nos conteúdos que o candidato tiver maior dificuldade.

De acordo com o coach em concursos Rodrigo Andrade, essa última semana deve ser dedicada a fazer revisões dos conteúdos baseados nos resumos e esquemas que foram feitos ao longo da preparação. "Coloque o edital de forma verticalizada (ou seja, um assunto por linha), e vá vendo aquilo que você mais tem dificuldade. Essa é a semana de focar nesses conteúdos, porque na hora da prova não vai mais adiantar", comenta Rodrigo.

Na hora da prova, na verdade, o candidato deve se preocupar com outro aspecto: ele deve traçar uma estratégia para fazer sua prova, começando com as questões cujo conteúdo ele mais domina. "Isso vai gerar uma autoconfiança no candidato e ele vai se sentir mais preparado para responder às demais. Se ele começar com um assunto que ele não tem tanto domínio, vai acabar ficando nervoso e pode até se prejudicar naqueles assuntos que ele até então se sentia seguro", comenta.

Para quem está estudando para o concurso, uma boa novidade é que, com o lançamento do edital da UFPB, o candidato que estava se preparando para o certame do TRE poderá aproveitar os estudos já acumulados para também fazer a prova da universidade. Isso porque alguns conteúdos se assemelham bastante, como é o caso de Direito Administrativo, Direito Constitucional e Português. A prova do concurso da UFPB só será realizada dia 13 de março.

A candidata Ana Claudia Arruda, por exemplo, está estudando simultaneamente para os concursos da Universidade Federal da Paraíba (UFPB) e para o concurso do TRE. "Pela manhã, eu baixo alguma videoaula pela internet e aproveito para revisar o assunto. À tarde, vou para o cursinho para o concurso da UFPB e à noite, pelo menos três vezes por semana, eu leio algum conteúdo", comenta. O domingo, segundo ela, hoje é dedicado ao descanso. "Eu vi que de domingo a domingo acabava estressando muito, gera uma ansiedade muito grande", comenta.