Concursos e Empregos

Estudantes terão aulão preparatório para o Enem no próximo domingo

Entrada custa R$ 5,00 + um sabonete líquido para ser doado ao Hospital Laurenao. Alunos terão direito a caderno de questões. 



Depois de meses absorvendo conteúdos e realizando simulados nas escolas e cursinhos, os candidatos inscritos no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) pretendem aproveitar a semana que antecede as provas para revisar os assuntos mais cobrados nas questões e tirar as últimas dúvidas com os professores. Sem aulas durante o feriadão, que por conta da antecipação do dia do professor se estendeu até a terça-feira na maioria das escolas e cursinhos, eles retornaram às salas essa semana em busca das dicas e lembretes para fazer uma boa prova, iniciando uma maratona de aulões que só deve acabar horas antes do exame.

Uma dessas revisões gerais, o Aulão Pelo Outubro Rosa, ocorrerá no próximo domingo (18), em João Pessoa. Promovido pelo ISO Cursos, em parceria com o JORNAL DA PARAÍBA e o Unipê, o aulão é aberto ao público e vai revisar os conteúdos de todas as disciplinas, das 8h às 13h. Além da inscrição de R$ 5,00, a organização pede aos candidatos que levem um frasco de sabonete líquido, que será doado aos pacientes com câncer do Hospital Napoleão Laureano.

“Chegamos ao momento de recapitular. Acredito que todos os cursos já devem ter terminado o conteúdo e estarem na terceira ou quarta semana de revisão. Essa última semana que está começando deve ser mais para fechamento e diminuição do ritmo, para que o aluno chegue mais tranquilo na prova”, destacou o professor de Física do ISO, Zé Antônio.

Ao falar sobre sua disciplina, o professor também deu uma dica aos candidatos que vão realizar o exame. “No caso da Física, na prova do Enem se fala muito de energia, tanto mecânica quanto elétrica, então é importante dar uma boa revisada”, pontuou.

Já os estudantes confessam que a ansiedade aumenta com a proximidade das provas, mas dizem que na reta final devem prevalecer apenas as revisões, para que o nervosismo não atrapalhe o desempenho. É o caso de Sara Almeida, 18 anos, que vai fazer as provas pela segunda vez em busca de uma vaga no curso de Medicina. “Estudo uma média de nove horas por dia, fora o horário do cursinho, mas nessa reta final estou mais resolvendo exercícios para não ocupar tanto a cabeça”, afirmou.