Concursos e Empregos

Atenção concurseiros: jogos estimulam partes do cérebro e ajudam no aprendizado

 Jogos, como o da memória, são excelentes aliados para melhorar concentração, essencial para os momentos de estudo.



Caso ainda não conheça o sudoku, fique atento: o sudoku é proveniente de um acrônimo da expressão “Os números devem ser únicos” (em japonês). Normalmente o jogo é composto por uma grade 9x9 constituída de subgrades 3x3 denominadas de regiões. Certas células já contêm números. A finalidade do jogo é preencher as células vazias, com um número em cada célula, de forma que cada coluna, linha e região contenham os números 1-9 apenas uma vez.

Já o ábaco é um instrumento de cálculo antigo, formado por uma moldura com bastões ou arames paralelos, dispostos no sentido vertical, correspondentes cada um a uma posição digital, como unidades ou dezenas, e nos quais estão os elementos de contagem, como fichas, bolas ou contas, que podem deslizar livremente. É provável que você já tenha visto um deles na sala de aula quando era criança: ainda hoje ele é usado para ensinar crianças as operações de somar e subtrair.

Já de acordo com Renato Alves, especialista em memorização, o jogo da memória é um excelente exercício para melhorar sua concentração, ampliar sua percepção e descontrair sua mente. "Jogue sempre que estiver preocupado, tenso, pois nestes casos ele se transforma numa excelente higiene mental e serve para pessoas de todas as idades", afirma.

As palavras cruzadas têm o poder de manter seu cérebro sempre jovem. "Fiz muito uso delas quando me preparei para o primeiro recorde de memória. Quando você tenta fechar os campos de uma página de palavra cruzada você sempre se depara com palavras, conceitos, ideias, nomes que não usava há muitos anos. Por exemplo, qual o nome do gato que persegue o Piu Piu num antigo desenho animado...? Resposta: Frajola. Lembrar-se de coisas que não pensava há muito tempo estimula a memória", finaliza.