Concursos e Empregos

Concurso do TJPB tem 1,7 mil inscritos para cargo de juiz

Esse número corresponde a quantidade de inscrições já confirmadas, com o pagamento da taxa. Cerca de 10 mil candidatos se inscreveram.



Cerca de 10 mil candidatos já se inscreveram para o concurso público para o cargo de Juiz de Direito do Tribunal de Justiça da Paraíba. Desse total, 1.790 inscrições já foram confirmadas, com o pagamento da taxa de R$ 275,00, enquanto que mais de 8.000 pessoas se inscreveram, mas ainda não realizaram o pagamento, que pode ser feito até o dia 21 de maio.

O balanço das inscrições foi divulgado ontem pela assessoria do Tribunal de Justiça da Paraíba (TJPB).

As inscrições foram encerradas na última quinta-feira e visam a preencher, inicialmente, 15 vagas para o cargo de juiz de Direito do Poder Judiciário.
O desembargador José Ricardo Porto, vice presidente do Tribunal de Justiça da Paraíba e presidente da Comissão do Concurso, afirmou que o objetivo principal é preencher as vagas, visando à segurança do cidadão e uma prestação jurisdicional mais eficaz.

“Pretendemos preencher as vagas existentes para este cargo, no Estado, para dar celeridade aos processos, cumprir os prazos e atender de forma mais eficaz o jurisdicionado”, declarou.

De acordo com a Comissão Organizadora do certame, o concurso se dividirá em cinco etapas. A participação do candidato em cada etapa ocorrerá necessariamente após habilitação na etapa anterior. A primeira será uma prova objetiva e classificatória, que será realizada no dia 26 de julho, composta por 100 questões, tendo duração de cinco horas.

A partir do dia 15 de julho será divulgado, no Diário de Justiça Eletrônico do Estado da Paraíba, edital com endereço de locais de prova e o horário. Os detalhes da realização da prova objetiva também poderão ser verificados através do endereço eletrônico http://www.cespe.unb.br/concursos/tj_pb_15_juiz.

A Comissão do Concurso é formada ainda pelos desembargadores Romero Marcelo da Fonseca Oliveira e Oswaldo Trigueiro do Valle Filho, juiz José Ferreira Júnior e advogado Valberto Azevedo, este último representante da Ordem dos Advogados do Brasil.