Concursos e Empregos

Liderança requer personalidade

Ser um bom líder não está ligado a executar o trabalho com perfeição, o importante é ser proativo e saber resolver problemas.



Ter uma atitude proativa é um dos pré-requisitos fundamentais para se tornar um profissional de liderança. "Ter uma posição direcionada para a resolução de problemas define precocemente alguém com a capacidade de liderar", afirma o executivo Pedro Borges. Segundo ele, aqueles que "fazem as coisas acontecerem" são, normalmente, os que mais têm sucesso dentro de qualquer empresa. "Um líder que 'faça acontecer' é seguramente alguém que reúne outras características essenciais como ser líder de si próprio, ter um bom espírito de equipe, maximizando o sucesso do todo através do reconhecimento individual, capacidade de renovar o seu conhecimento e ter uma perfeita identificação das suas limitações", pontua o executivo.

Infelizmente, no entanto, é preciso ter em mente que não é qualquer um que pode ser líder. Isso, ao menos, de acordo com a opinião do executivo. "Você pode ser um excelente profissional e executar com perfeição o seu trabalho, mas isso não quer dizer que seja um bom líder. Aliás, um dos erros bastante comuns nas empresas é, por vezes, colocarem em funções de liderança pessoas sem perfil nenhum para isso. Estraga-se o bom desempenho profissional que a pessoa tinha e ganha-se um mau líder", avalia. Aqui, portanto, cabe uma recomendação às próprias empresas: devem existir formas de premiar o bom profissional que não tenham necessariamente de passar por promoções a funções de liderança.

Para quem quer ser um líder, assumir a atitude proativa ao longo do dia, todos os dias e em todas as tarefas é um passo importante. E mais: deve-se também não deixar de manifestar essa intenção em público sempre que for oportuno. “Um verdadeiro líder precisa garantir que haja engajamento entre a equipe e precisa transmitir, além de seu propósito e valores, a cultura e a missão da empresa”, explica Paulo Alvarenga, sócio-diretor da Crescimentum, empresa de treinamentos e consultoria especializada em desenvolvimento de líderes empresariais.

Segundo ele, o conceito de liderar pessoas está diretamente relacionado à estratégia do negócio e na inspiração dos colaboradores. Uma vez que uma empresa tem claro qual o seu propósito, sua estratégia será definida. “Um líder de sucesso precisa programar iniciativas que garantam que seus colaboradores entreguem a promessa de ações de forma efetiva e padronizada”, comenta o executivo.

Um outro ponto que o líder deve ter consciência é o fato de que a forma como ele responde às situações e como ele fala com seus colaboradores acabará influenciando no comportamento dos mesmos. "Ele precisa estar em constante vigília, pois tem consciência de que seus atos podem ser interpretados de múltiplas formas, e que seu modo e sua postura são exemplos que serão seguidos por seus liderados", afirma a coordenadora de RH da Soservi, Kalina Melo. Segundo ela, é possível distinguir um líder de um chefe ao observar a equipe de liderados: o líder conseguirá manter a equipe motivada e entusiasmada pelo respeito e empatia, enquanto o chefe manterá seu grupo trabalhando por meio do medo e coação.

Proatividade é uma das características que fez com que a atual instrutora Erika Lopes assumisse um cargo de liderança. Tendo iniciado sua trajetória na Soservi como auxiliar de serviços gerais, há oito anos, há dois ela passou ao cargo de instrutora, pessoa que fica responsável pelo treinamento para os que estão entrando na empresa.

"Eu sempre pedia uma oportunidade maior ao meu supervisor.

Até o dia em que me ligaram e perguntaram se eu queria trabalhar como instrutora. Depois eu soube que a psicóloga que realizou um dos nossos treinamentos havia dito que eu tinha me destacado", afirma. Hoje, Erika faz o curso de Gestão em Recursos Humanos. "Aliar a teoria à prática é algo que, hoje, também contribui com a minha formação", aponta.

ESTRATÉGIAS AJUDAM NO CARGO
Paulo Alvarenga, sócio-diretor da Crescimentum, empresa de treinamentos e consultoria especializada em desenvolvimento de líderes empresariais, destacou alguns pontos para profissionais que têm interesse em se tornar líderes do futuro. O especialista ressaltou ainda o objetivo de alinhar ações com a empresa usando estratégias para a conquista de resultados extraordinários. Confira abaixo.

Seja um líder:
Cuidado com a armadilha de achar que uma posição tem o mágico poder de torná-lo um líder. Liderança não é um cargo, é atitude e uma escolha. Saber motivar e transformar de maneira prática um grupo com variados perfis é um desafio diário de todos os líderes. Lidere pelo exemplo. Permita que atitudes falem mais que palavras. A velha história “faça o que eu digo, mas não faça o que eu faço”, não funciona em liderança. Por isso, falando em comportamento e atitude, não exija das pessoas aquilo que você mesmo não faz. O exemplo é a melhor maneira de inspirar, motivar e entusiasmar.

Cultive bons relacionamentos:
Liderança é relacionamento, e sem que haja transparência e confiança, ela fica comprometida e as alianças pessoais abaladas. Seja honesto, sincero e respeitoso com as pessoas, ainda que precise ser duro com o problema. Ouça as ideias, estimule a participação da equipe e crie um ambiente seguro no qual todos tenham confiança para expor e compartilhar pontos de vista.

Gerencie processos e lidere pessoas:
Gestão tem relação com processos e liderança diz respeito a pessoas. Controle e gerencie processos, porque aquilo que não se controla também não se gerencia. Mas, não tente controlar pessoas como se fossem coisas, lidere-as por meio de relacionamentos baseados em transparência, educação e confiança.

Desenvolva sucessores:
Tornar-se um bom líder não é ser bonzinho, mas estimular as pessoas a fazer o que precisa ser feito, e não o que elas querem que você faça. Liderar não significa apenas ter seguidores, mas saber quantos líderes conseguiu formar. Para ser um líder de verdade é preciso desenvolver sucessores, profissionais fortes e proativos. O líder ouve, respeita, reconhece e age. Líderes de sucesso desenvolvem, preparam e inspiram pessoas a executar com excelência suas atividades e responsabilidades sozinhas. Sempre haverá pessoas que discordam do seu estilo de liderança ou das coisas que você faz. Seja humilde, reconhecer erros não é sinal de fraqueza, mas de coragem, que fortalecerá a conexão com a equipe. Ouça as pessoas, não tente silenciá-los, humilhá-los ou derrotá-los. Tente entender os seus pontos de vista e trabalhar no sentido de identificar os elementos positivos.

Desenvolva inteligência emocional:
Conhecimento e habilidades são necessários na liderança, mas as atitudes são essenciais. Liderança é um processo que inicia de dentro para fora. Antes de conhecer e liderar outras pessoas é preciso conhecer a si mesmo. Faça uma pausa de cinco minutos por dia, e faça perguntas a si mesmo para ajustar o que não está bom. Uma das melhores maneiras de aumentar o autoconhecimento é receber feedback. Saber como nossos comportamentos e atitudes são percebidos pelas pessoas ao nosso redor é fundamental para o processo de desenvolvimento.