Concursos e Empregos

Inglês é diferencial para prova do Banco do Brasil

 Disciplina é uma das que constarão na prova do concurso do Banco do Brasil, que acontece em março, e pode definir aprovação  



Quem deseja seguir a área bancária deve ficar atento: anualmente surgem concursos, seja no Banco do Brasil ou na Caixa Econômica Federal. Este ano, a vez é do BB, que trouxe em seu edital uma oferta de quase 2.500 vagas. Para quem está se preparando para o certame, deve ficar atento: o conteúdo de inglês, por exemplo, que não é comum ser cobrado nas provas de concurso, podem ser um grande diferencial. Além disso, os conteúdos específicos, ligados ao mercado financeiro, também devem estar em foco.

De acordo com o especialista em concursos Rodrigo Andrade, as matérias mais importantes no concurso são Língua Portuguesa, Atualidades no Mercado Financeiro e Conhecimentos Bancários.

"Faça um planejamento dentro da sua rotina e compre uma apostila preparatória para dar início aos estudos. Dê atenção no começo para os tópicos que são mais importantes. Não esqueça também de fazer exercícios de gramática, por exemplo, pois a prática ajuda na memorização", explica Rodrigo.

Em relação à banca, a Cesgranrio, o consultor em concursos Rodrigo Andrade afirma que o nível de cobrança é médio e que ela é conhecida como uma banca metódica, com provas separadas por matérias. Suas questões são parecidas com as da Fundação Carlos Chagas, com a cobrança de texto de lei e enunciados não tão complexos quanto os do Cespe. Aposta em gráficos e imagens nas questões de atualidades, raciocínio e interpretação. Como nesta seleção teremos a prova de inglês, a mesma é considerada difícil, e o candidato deve ficar atento às questões de interpretação de texto.

No que diz respeito às questões de Conhecimentos Bancários, a professora Dayana Soares afirma que as questões são geralmente contextualizadas e muito bem elaboradas. "Geralmente o candidato se depara com a dúvida entre duas ou três questões e para minimizar os erros precisa se preparar bem na teoria, praticar através de exercícios, preferencialmente respondendo provas anteriores. São esperadas, por exemplo, questões que confundam os órgãos do Sistema Financeiro Nacional, especialmente o Conselho Monetário Nacional, o Banco Central e o Comitê de Política Monetária", explica.

Quanto à Atendimento, a prova deverá fazer referência às questões legais e mercadológicas nas quais as instituições financeiras são afetadas. Por último, em relação ao conteúdo de Atualidades do Mercado Financeiro, a professora afirma que essa é a parte mais subjetiva da prova. "Da última vez que esta disciplina foi cobrada, não tratou exatamente de mercado financeiro como esperado, o que causou fortes críticas à banca examinadora. São esperadas questões que tratem da dinâmica do mercado financeiro, interferências do Banco Central no Sistema Financeiro Nacional, oscilação nas taxas de juros e a influência dos mercados internacionais na economia brasileira", comenta.

 

Principais pontos da prova do Banco do Brasil 2015

Língua Portuguesa

As questões de gramática são um dos pontos mais cobrados. É preciso dar atenção a pontuação, emprego das classes de palavras, pronomes, concordância e regência verbal e nominal, crase e emprego de conectores.

Atualidade do mercado financeiro

Para se preparar para essa disciplina é preciso estar atento às notícias de economia e sistema financeiro do mundo. Além disso, ler sobre esse assunto em livros e jornais é fundamental.

Conhecimentos Bancários

Esse tópico é muito objetivo, pois aborda muito os conceitos relacionados ao setor, como mercado de câmbio, mercado de capitais e crédito.

 

Candidatos mantêm rotina de estudos

A candidata Gabriela Heloiza começou a estudar para o certame desde o mês de dezembro, quando ficou de férias da universidade - hoje ela cursa o terceiro período de Estatística. "Sempre pensei em seguir a área bancária", comenta, dizendo, ainda, que esse é o primeiro concurso público que ela fará. "O que me impossibilitou de fazer antes foi a minha idade. Mas agora, que vou completar 18 anos, finalmente vou poder fazer", diz.

Sua rotina de estudos é de cinco horas por dia, de segunda a sábado, e, fora isso, utiliza o domingo para revisar o que foi estudado durante a semana. Além do cursinho online, assiste a videoaulas e realiza exercícios. "Não estou tendo dificuldade com os conteúdos, mas surgiu uma certa insegurança quanto a língua inglesa pois não domino muito bem o inglês, mas já estou trabalhando bem isso e superando essa insegurança. Exercitar é fundamental, então sempre faço questões de provas anteriores e questões de provas da banca Cesgranrio", comenta.

Já o candidato Raffyson Tiabre divide o seu tempo entre os estudos e o trabalho. E mais: a sua aprovação no concurso é o que irá garantir, também, o seu casamento. "Minha namorada já é concursada e sempre me incentivou a estudar para os concursos.

Assim que eu passar, a gente casa", afirma. Esse é o terceiro concurso que irá fazer - fora esse, já fez o do IFPB e o da Caixa Econômica Federal. "Tenho estudado desde dezembro. Ainda falta boa parte do material do edital, mas não diria que estou com dificuldade em alguma matéria específica. Só estou meio preocupado com a redação e com as específicas que têm um peso grande na prova, como por exemplo técnicas de vendas, atendimento, essas tenho que me atentar, porque podem fazer a diferença", explica.

 

Para vencer essa dificuldade, ele acorda por volta das 5h30 e só vai dormir depois da meia-noite. "Trabalho, então tenho que me esforçar muito no tempo livre que tenho. Aproveito para assistir às videoaulas, reler algo que fiquei em dúvida. Aproveito muito a hora do almoço e algum intervalo que tenho à tarde para dar uma revisada. Quando chego em casa, além de assistir às videoaulas procuro resolver muitos exercícios porque tenho notado que consigo fixar mais o conteúdo dessa maneira", comenta.

Banco disponibiliza 80 vagas na PB

O certame está oferecendo 2.499 vagas em cadastro de reserva para o cargo de escriturário. Dessas, 80 são para a Paraíba. As outras são distribuídas nos estados do Amapá, Amazonas, Ceará, Maranhão, Mato Grosso, Paraná, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte, Rondônia, Roraima, Santa Catarina e Sergipe.  A organização do certame será a Fundação Cesgranrio.

O cargo é de escriturário e a remuneração inicial é de R$ 2.227,26 para jornada de 30 horas semanais. Para participar, é preciso ter certificado de conclusão ou diploma de curso de nível médio expedido por instituição de ensino reconhecida pelo Ministério da Educação, Secretarias ou Conselhos Estaduais de Educação e idade mínima de 18 anos completos, até a data da contratação.

A seleção, prevista para o dia 15 de março de 2015, será composta por provas objetivas de 70 questões e redação. No total, são 25 questões de Conhecimentos Básicos (Português, Raciocínio Lógico-Matemático e Atualidade do Mercado Financeiro) e 45 de Conhecimentos Específicos (Cultura Organizacional, Técnica de Vendas, Atendimento, Domínio Produtivo da Informática e Conhecimentos Bancários).

A partir dessa seleção, o BB volta a cobrar também conhecimentos de inglês. Outra novidade do certame é a reserva de 20% das vagas para candidatos que se declararem negros, em cumprimento ao projeto aprovado pelo Senado. Os candidatos irão prestar ainda a Prova Discursiva - Redação - de caráter eliminatório, e na segunda etapa, serão realizados exames médicos e procedimentos admissionais, de caráter eliminatório.

Candidatos empossados terão participação nos lucros ou resultados, nos termos da legislação pertinente e acordo sindical vigente, ajuda alimentação no valor de R$ 572,00, vale-refeição de R$ 431,16, vale-transporte, vale-cultura de R$ 50, auxílio-creche, auxílio a filho com deficiência, de valor previsto na CCT, e previdência privada.

Funcionários do BB têm ainda direito a plano odontológico, extensivo a dependentes diretos, plano de saúde, participação no Programa de Qualidade de Vida no Trabalho, além de possibilidade de ascensão e desenvolvimento profissional, através de treinamentos, certificações, bolsas de graduação, Pós-graduação lato sensu, stricto sensu, idiomas estrangeiros e através da UniBB, Universidade Corporativa do Banco do Brasil.

 

Um fato que chama atenção de quem está se candidatando aos concursos do Banco do Brasil é que vem sendo registrado um aumento do número de inscritos a cada ano. A seleção externa 2013/002, por exemplo, alcançou 636.384 inscritos, 22,2% a mais de candidatos, se comparado ao ano anterior. Para as localidades do certame aberto hoje, foram 254.055 inscritos em 2011 e 338.519 mil inscritos em 2013, o que representa uma evolução de 33%.