Concursos e Empregos

Universidade Federal de CG deve abrir até 700 vagas para HUs

Concurso será para servidores efetivos nos hospitais universitários de Campina Grande e Cajazeiras. Processo vai acontecer no primeiro semestre de 2015.



Leonardo Silva
Leonardo Silva
Segundo o reitor da instituição, Edilson Amorim, o concurso ainda está sendo discutido e organizado, mas a expectativa inicial é que sejam oferecidas entre 600 e 700 vagas

A Universidade Federal de Campina Grande (UFCG) e a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh) se preparam para realizar, no próximo ano, concurso público visando à contratação de servidores efetivos para os hospitais universitários de Campina Grande e Cajazeiras. Segundo o reitor da instituição, Edilson Amorim, o concurso ainda está sendo discutido e organizado, mas a expectativa inicial é que sejam oferecidas entre 600 e 700 vagas, sendo 500 apenas para Campina. A previsão dele é que os procedimentos para realização do certame sejam iniciados no primeiro semestre de 2015.

Além de discutir questões relativas aos dois hospitais, durante reunião realizada ontem em Brasília, na sede da Ebserh, que compartilha a administração dos HUs com a UFCG, o reitor também assinou um protocolo jurídico que permitirá à empresa contratar os projetos executivos para construção do Hospital Universitário Geral de Cajazeiras. A expectativa é que a obra seja iniciada no segundo semestre de 2015. O novo hospital, terceiro da UFCG, terá 200 leitos e está orçado em cerca de R$ 178 milhões.

“Já concluímos o dimensionamento do efetivo e dos serviços no Hospital Universitário Júlio Bandeira, em Cajazeiras, e devemos concluir o de Campina Grande em novembro. Com isso, entregaremos esses levantamentos à Ebserh, que vai confirmar os dados e fazer seus estudos para identificar a necessidade de novos equipamentos e de efetivo nessas unidades”, explicou Edilson.

Após a conclusão dessa análise, dependendo da necessidade de efetivo e de questões financeiras, Ebserh e UFCG vão começar os trâmites de organização do concurso. “Ainda não temos uma definição sobre o número de vagas, nem de início do processo, só sabemos que deverá ser no primeiro semestre. A nossa estimativa é que sejam entre 600 e 700 vagas, sendo a maior parte delas, cerca de 500, para o HU de Campina Grande”, salientou.

Segundo ele, no caso do Júlio Bandeira, que já está com o levantamento pronto, não foi constatada a necessidade de novos equipamentos, já que os da unidade foram adquiridos recentemente, mas sim a demanda por efetivo, já que todos os atuais servidores do hospital foram cedidos pela prefeitura de Cajazeiras, cidade onde funciona um dos cursos de medicina da instituição. Já o HU de Campina Grande deverá ter alguns equipamentos trocados, mas nada foi definido ainda, pois o levantamento está em aberto.

Em relação à construção de um novo HU em Cajazeiras, Edilson explicou que a nova unidade prestará serviço em diversas áreas, já que o atual hospital realiza atendimentos apenas na área materno-infantil, dispondo de 55 leitos. “O Júlio Bandeira continuará do jeito que está e o novo HU será um hospital geral, atendendo áreas que ainda estão sendo definidas”, concluiu.