Brasil

Bombeiros de SP recebem mais de 100 chamados sobre tremores

Houve pedidos de orientação sobre prédios e lustres balançando.
Imagens mostram tremor em sala de programação da TV Globo.




Do G1

O Corpo de Bombeiros de São Paulo recebeu mais de 100 ligações na madrugada deste sábado (27) pouco depois de um forte terremoto, de mais de 8 graus na escala Richter, atingir o Chile.

Pequenos tremores foram sentidos em pelo menos seis bairros da capital, sendo que a região da Avenida Paulista foi a mais afetada por ser uma das mais altas da cidade. Imagens feitas na sala de programação da TV Globo, na Paulista, mostram luminárias tremendo de madrugada.

Segundo o capitão Jean, do Corpo de Bombeiros, foram cerca de 100 ligações de pessoas que tiveram na capital reflexos do tremor no Chile. Os telefonemas ocorreram aproximadamente 15 minutos depois de o terremoto atingie o Chile.

O oficial contou que eram moradores que sentiam o prédio tremer e viam lustres de movimentando. Muitos se queixaram de tontura, como funcionários do Centro de Operações da Polícia Civil (Cepol), na região central. Funcionários contaram que colegas chegaram a sair do prédio onde fica o Cepol passando mal. A Defesa Civil vistoriou o imóvel, que não teve abalo.

As ligações recebidas pelos bombeiros eram dos bairros do Tatuapé e Mooca (Zona Leste), Bela Vista (região central), Ibirapuera e Campo Belo (Zona Sul), além da região da Avenida Paulista.

O terremoto de 8,8 graus de magnitude que atingiu a região central do Chile nesta madrugada deixou ao menos 85 mortos até o começo desta tarde, disse a presidente do Chile, Michelle Bachelet. Segundo o ministro do Interior chileno, Edmundo Perez Yoma, o número oficial de mortos é de 82.

O terremoto, de cerca de um minuto de duração, ocorreu às 3h34 (horário local de verão, o mesmo de Brasília) e estremeceu prédios na capital, Santiago, a 325 km de distância.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.